Buscar
  • Carolina Barros

TikTok baniu 49 milhões de vídeos por violações de conteúdo só no 2º semestre de 2019

Fonte: B9

Imagem: (Reprodução)

O TikTok divulgou o seu relatório de transparência referente ao segundo semestre de 2019 e, de acordo com a empresa, durante o período foram removidos da plataforma mais de 49 milhões de vídeos de usuários em todo o mundo por violar as diretrizes da comunidade ou os termos de serviço do app.


Apesar da remoção de conteúdos de plataformas não ser novidade, os números do TikTok chamam atenção. O YouTube, por exemplo informou que removeu cerca de 14,7 milhões de vídeos durante o mesmo período, que abrange de 1º de julho de 2019 a 31 de dezembro de 2019.


Ainda assim, os vídeos retirados do ar representaram menos de 1% de todo o conteúdo enviado para o TikTok durante o período. Um quarto das remoções foi por conteúdo com “nudez de adultos e atividades sexuais”. Outro quarto dos vídeos foi removido por “representar comportamentos prejudiciais, perigosos ou ilegais por menores”, como o uso de drogas. Assédio e discurso de ódio representam apenas 3% e 1% do total de vídeos tirados da plataforma, respectivamente.


Um dado que chama atenção é que mais de 16 milhões dos vídeos removidos eram de usuários na Índia. Em segundo lugar aparece os Estados Unidos com 4,6 milhões de vídeos extraídos.


A remoção de vídeos do TikTok geralmente não decorre por conta de solicitações do governo ou reclamações de direitos autorais. Segundo a empresa, ela recebeu apenas 1.300 solicitações de remoção de direitos autorais e 45 solicitações de remoção do governo, e que nem todas essas solicitações foram atendidas: “Não removemos nenhum conteúdo a pedido do governo chinês, e não o faríamos se solicitado”, disse um porta-voz do TikTok ao The Verge.



4 visualizações

© 2049 Agência Milano 

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Siga a gente: